DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E POESIA EM “BÓSON DE HIGGS” DE MARCELO EXPLICITAM O QUÃO PRÓXIMO DA ARTE E DO SENTIMENTALISMO POÉTICO A CIÊNCIA PODE ESTAR.

BÓSON DE HIGGS
Acelero versos
como quem acelera partículas
recrio silêncios e explosões
preencho com formas, supostos vazios
para que então,
nas entrelinhas das descobertas,
na ante-sala do Éden,
eu possa por fim …
redescobrir a mim mesmo …

Anúncios